5 de março de 2013

Cena em Destaque | O vômito da marionete

TEAM AMERICA - DETONANDO O MUNDO (Team America: World Police)

Após várias decepções e desilusões, Gary parte para um bar e enche a cara. Bêbado, o personagem troca ideias com um desconhecido, que faz uma reflexão sobre a humanidade dividindo as pessoas entre pênis, vaginas e ânus (cujo duplo sentido é incrivelmente mais divertido em inglês, com dicks, pussys e assholes). Enojado com a comparação, Gary bota os bofes para fora e é expulso do estabelecimento. No beco externo ao bar, o personagem vomita, vomita e... vomita mais um pouco.

Seria uma cena absolutamente repulsiva e desnecessária caso Gary não fosse uma marionete e o diretor Trey Parker não a tivesse estendido até se tornar ridiculamente engraçada. Trata-se de uma passagem do excelente Team America - Detonando o Mundo que resume bem os princípios que transformaram o longa dos criadores de South Park em uma comédia memorável: enquanto no restante do filme os titereiros se esforçam ao máximo para extrair expressividade de bonecos naturalmente inexpressivos, aqui lançam mão das limitações para construir a embriaguez do personagem, permitindo que imperfeições dos movimentos enfatizem sua condição no momento. Para completar, a expectativa criada pela excepcional trilha sonora, bem como a exagerada atmosfera de decadência pessoal, é um espetáculo à parte e complementa os esforços contínuos dos realizadores de satirizar clichês cinematográficos.